Produtos Digitais: tudo o que você precisa saber

Os produtos digitais dominaram o modo de consumo da última década. Diferente do oferecido no meio offline, agora as pessoas se interessam muito mais pela praticidade, valor e acessibilidade das opções oferecidas pela internet. O tempo é outro, vale ouro e resolver as burocracias e alcançar seus desejos em apenas alguns cliques se tornou um novo modo de vida.

Aqui, você vai entender um pouco mais sobre produtos digitais e o que você precisa para trazer essa transformação para o seu negócio.

Produtos digitais: tipos e importância

Podemos citar como principais tipos de produtos digitais:

  • Aplicações Web

São sistemas digitais feitos para utilização através de um navegador. Eles oferecerem maiores interações aos usuários e pode funcionar como um “espelho” do que seria uma loja física. Por exemplo: ao entrar em um site de uma loja de construção, você estará navegando pelo do negócio, mas com a diferença de estar no meio online. E muito além de apenas entrar em abas como “história”, “missão”, “valores” e endereço da loja física, nas aplicações web você garante uma interação muito maior. Você pode:

– ver preços atualizados dos produtos do seu interesse, ainda se aplicar algum desconto;

– é possível que o consumidor faça uma cotação de seu endereço para ver prazo e valor de frete;

– há um cadastro que o cliente pode preencher sozinho para dar andamento a sua compra;

– há atendimentos online via chat, em que muitas vezes você inicia a conversa com um robô, tirando dúvidas, pedindo ajuda e muito mais;

– algumas linguagens de tecnologia protegem a sua transação garantindo maior segurança;

– o cliente consegue acompanhar o status do seu pedido sempre que estiver logado em sua conta;

– a aplicação web consegue trabalhar sozinha, como por exemplo ao enviar e-mail automaticamente para o cliente após este fazer seu cadastro.

Assim, as aplicações web são “organismos vivos” que conseguem ajudar o consumidor a chegar no ponto final de sua jornada de adquirir algum produto ou serviço sem que o mesmo precise se deslocar até uma loja física.

  • Serviços online

São os chamados SaaS (Software as a Service), ou seja, um software cujas ferramentas para sua utilização e manutenção ficam disponíveis inteiramente online. Dessa forma, o usuário pode utilizá-lo de maneira remota, sem precisar ir até qualquer espaço físico para solucionar. Alguns exemplos de serviços online são os e-commerces, em que você pode comprar absolutamente tudo via internet com a mesma garantia e qualidade de ir até uma loja física; os cursos EaD, em que o usuário tem acesso a uma plataforma inteiramente online com materiais, aulas, professores disponíveis, fóruns e muito mais; ou até mesmo serviços de streaming, como é o caso da Netflix: você tem um cinema em casa e consegue resolver tudo da sua casa, sem necessidade de ir até um ponto físico.

  • Aplicativos Móveis

É o mais conhecido tipo de produto digital, popularmente chamados de “apps”. São os aplicativos que utilizamos em nossos celulares e tablets. Vão desde serviços de streaming, a jogos, filmes, livros, editor de vídeos e fotos e muitos outros.

Os aplicativos podem ser usados como estratégia complementar de algumas organizações, como por exemplo a Vivo: a maior empresa de telefonia do país, que utiliza ainda canais físicos de atendimento e SAC telefônico, mas também disponibiliza a seus clientes diferentes apps para que estes possam encontrar mais um meio de solucionar seus problemas de maneira remota.

O Ifood também aparece como um aplicativo de grande sucesso, que oferece um serviço completo de delivery de ponta a ponta, tudo dentro do app, em apenas alguns cliques.

Os produtos digitais podem ser a soma de um ou mais tipos dos citados acima. É esse dinamismo que os tornam tão vantajosos quando se pensa em empreender. A transformação digital chegou com tudo e não há como escapar. O acesso à internet é uma realidade em mais de 65% das casas brasileiras e a tendência é que cada vez mais negócios estejam presentes no meio online e menos no offline. Uma empresa ou negócio que deseja hoje alcançar cada vez mais clientes deve, urgente, investir em tecnologia para se manter na concorrência.

Mas como começar a empreender com um produto digital?

Porém, para criar um produto digital competitivo e de qualidade, alguns pontos de atenção são imprescindíveis para seu sucesso. Confira o passo a passo para começar a criar o seu próprio produto digital:

1. Pesquisa de mercado

Ao ter uma ideia sensacional, o próximo passo é entender como ela será recebida no mercado. Por isso, fazer pesquisas é essencial. Seja através de questionários, enquetes nas redes sociais ou até mesmo empresas especializadas em pesquisa, procure entender se as pessoas se interessariam pelo seu produto ou serviço, quais são as principais dores dos consumidores ultimamente e como o seu produto poderia saná-los. O mais importante aqui é saber quais são as soluções que o seu produto digital trará e se há público para isso.

2. Público-alvo

Visto que há pessoas interessadas no seu serviço, o segundo passo é conhecê-las mais a fundo. Entender quem são os seus consumidores significa saber quais são suas características, como se comportam, o que mais consomem e como pensam. Após fazer a pesquisa de mercado fica fácil e acessível definir seu público-alvo. Esse passo melhora a eficiência do desenvolvimento do produto e a aplicação dos recursos.

3. Planejamento

Planejamento é a base para a criação. Coloque no papel suas ideias, utilize ferramentas de gestão de projetos. Qual o objetivo, onde deve ser divulgado, o que será preciso e como fazer? Tudo isso deve ser pensado agora. Contabilize fornecedores, profissionais envolvidos em todos os processos e tudo mais que for necessário contratar para que seu produto seja entregue ao mercado com qualidade.

4. Teste

Ainda mais necessário que as pesquisas iniciais e a definição do público-alvo, os testes servem para você ver o seu projeto na prática. Crie protótipos, eles te ajudarão a chegar no sucesso do seu produto digital.

5. Decisões baseadas em dados

Nada de achismos! Guie todas as suas decisões por dados. No mundo corporativo tecnológico isso se chama data driving. Os dados não mentem, trazem detalhes e, por isso, são a melhor forma de você guiar todas suas decisões. Assim, otimizará seu tempo e orçamento.

Bônus: 6. Confie em quem sabe

Os produtos digitais são empreendimentos tecnológicos que acompanham a transformação digital e trazem os negócios para um outro patamar no mercado. Para a sua ideia ou projeto desenvolver de modo estratégico, competitivo e qualificado, além de todas as dicas deste artigo você também pode contar com a ajuda de profissionais capacitados. Para isso, conte com a QuikDev, que atua com ideação, prototipação e desenvolvimento de tecnologias. Solicite seu orçamento.

Compartilhe esse artigo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão, nossos principais posts diretamente em seu email.

    Artigos recentes

    Redes sociais

    Siga-nos nas redes sociais: